A PORTO ALEGRE DO FSM, 15 ANOS DEPOIS

Fórum Social Mundial 2016O Fórum Social Mundial, que hoje se instala em Porto Alegre, comemora seu 15º aniversário. E, para além de debater as ideias e propostas dessa edição, aproveito para fazer um resgate das transformações pelas quais a cidade passou nesses 15 anos. E nem falo aqui em obras de concreto e asfalto, mas naquilo que impactou para melhor a nossa qualidade de vida. Em 2001, as mais de 400 crianças em situação de rua eram uma ferida social exposta. A cidade e o poder público se mobilizaram para curar essa chaga, incluindo essas crianças em redes de cuidado e proteção familiares e comunitárias.

Nas ruas e avenidas, o grande número de carroças denotava, ao mesmo tempo, o frequente uso do trabalho infantil, os maus tratos aos animais e a obstrução ao trânsito nas grandes avenidas. Estamos hoje em vias de erradicar definitivamente esse problema, não através da “higienização forçada”, como pregam alguns, mas oferecendo alternativas de trabalho e renda aos carroceiros e suas famílias, além da necessária proteção aos animais, através da Seda.

O Orçamento Participativo, tema de forte polêmica entre governo e oposição, na época, se consolidou. E mais forte do que nunca, transformando-se em consenso na cidade. As grandes decisões passam pelo OP, que vem registrando recordes de participação em seus mais de um quarto de século de existência.

Na complexa mobilidade urbana, temos ainda muito a avançar, mas é preciso lembrar os investimentos feitos para a redução ou eliminação de alguns gargalos históricos. Ciclovias e hidrovias, desejos antigos, que se tornaram realidade. E, pela primeira vez na história, a licitação do transporte coletivo, cujos resultados trarão ainda mais satisfação aos usuários. Estimulamos a ocupação dos espaços públicos, com a revitalização de praças e parques. Nisso, foi fundamental a recuperação da situação financeira. Vínhamos de anos seguidos de déficit, no início do milênio, e com grande esforço, temos hoje as finanças equilibradas, mesmo com recessão e corte de repasses.

A cidade é um ser vivo, em constante movimento. Desafios antigos, como as famílias em áreas de risco e as desigualdade sociais, se mantêm. Outros, como a segurança pública, se agravaram, devido à crise nas finanças do Estado. Novos surgem a cada dia. Mas um olhar atento não deixará de reconhecer os avanços desses últimos 15 anos, na Porto Alegre do FSM.

José Fortunati
Prefeito de Porto Alegre

* Artigo originalmente publicado no jornal Zero Hora de 19 de janeiro de 2016.

Sobre Fortunati
Prefeito de Porto Alegre, 58 anos, casado, apaixonado pela família, pelos animais, pela vida e pela Capital de todos gaúchos, Cidade que me recebeu de braços abertos quando deixei o interior para completar os estudos, e que hoje tenho o orgulho e a honra de administrar.

Comente

Diga-nos o que você está pensando ...
e oh, se você quiser uma imagem para mostrar com seu comentário, vá buscar uma gravatar!

Blog do Fortunati is using WP-Gravatar