A COPA QUE O BRASIL VENCEU*

imagem126592Durante o tempo de preparação da Copa do Mundo no Brasil, uma onda de pessimismo tomou conta do país. Os bordões “não vai ter Copa” e “imagina na Copa” soaram do norte ao sul brasileiro como prólogo de uma morte anunciada. As vozes da insatisfação esbravejavam: “nada vai dar certo, estamos no Brasil”. Pesquisas realizadas no início deste ano apontavam para a falta de interesse da população pela Copa em terras brasileiras.

Foi só a bola começar a rolar que a desconfiança arrefeceu, os protestos encolheram e os incrédulos silenciaram. Sim, deu tudo errado, mas para quem torceu contra a Copa no Brasil.

Fora dos gramados, o país do futebol mostrou do seu jeito, para o mundo todo, a sua força e uma incrível capacidade de mobilização pública e governamental. As esferas Federal, Estadual e Municipal trabalharam em conjunto na organização deste megaevento esportivo, numa articulação que superou expectativas e tem recebido diversos elogios da imprensa internacional.

O encantamento não foi só da mídia do exterior, mas, também, dos milhares de turistas estrangeiros que passaram pelo país. Os modernos estádios, as belezas naturais, a peculiar e fantástica culinária, a organização do evento, e, principalmente, a hospitalidade e alegria dos brasileiros influenciaram na opinião, quase unânime, do sucesso da Copa no Brasil. Além dos legados tangíveis deixados pela Copa – obras de infraestrutura, mobilidade, equipamentos na área de segurança – que estão mudando a vida das pessoas, não podemos esquecer do grande legado intangível: a projeção mundial da imagem positiva do Brasil. Isso significa que nos próximos anos teremos um aumento significativo de turistas estrangeiros e investimentos internacionais no país.

E aí está o nosso grande desafio: seguir em frente com esta agenda positiva, oportunizada pela Copa no Brasil. Deixar de lado, esse complexo de vira-latas, tão bem caracterizado por Nelson Rodrigues, de que somos inferiores ao resto do mundo. Acreditar mais na criatividade do povo brasileiro e na sua capacidade de superar as adversidades. Se dentro do campo o resultado não foi o esperado, fora dele mostramos que somos capazes de fazer acontecer, basta querer.

Foto: Cris Rochol/PMPA

*Artigo publicado na edição desta segunda-feira, 14, no jornal Correio do Povo.

METRÔ: O SONHO PORTO-ALEGRENSE VIRA REALIDADE*

“Quando o Rio Grande do Sul se une, as coisas acontecem”. Usei essa frase em 14 de outubro 2011, quando a presidenta Dilma Rousseff esteve aqui para anunciar recursos federais para o Metrô de Porto Alegre. Hoje, passados exatos dois anos de muito trabalho e aperfeiçoamentos necessários, repito a afirmação para comemorar o sonho porto-alegrense que finalmente começa a sair do papel e a se tornar realidade.

A presidenta veio a Porto Alegre no sábado, 12, para consolidar o encaminhamento definitivo que irá viabilizar uma obra há décadas
grandes metrópoles mundiais que contam com o Metrô como espinha dorsal do transporte público.  Esta e as futuras gerações terão um transporte coletivo de alta qualidade e integrado com os demais modais, como o sistema BRT (transporte rápido por ônibus), o Trensurb e as linhas da Região Metropolitana. O Metrô será um marco na qualidade de vida dos mais de 320 mil usuários que diariamente farão o deslocamento entre o Centro, a Zona Norte e os municípios vizinhos de forma mais rápida, em uma infraestrutura confortável, segura e democrática.desejada pelos cidadãos da nossa cidade. Nesses dois últimos anos, trilhamos um caminho intenso de negociações, projetos técnicos e estudos de mercado, todas etapas fundamentais e inerentes à responsabilidade de realizar um investimento público de grande porte como o Metrô, com construção orçada em R$ 4,8 bilhões.

Esse investimento vai transformar a rotina dos moradores e visitantes de Porto Alegre, colocando a nossa Capital no patamar das
Em nome da cidade de Porto Alegre, torno público o meu sincero agradecimento à sólida rede de parceiros formada em torno do projeto: à equipe do governo federal, que foi incansável ao apoiar a qualificação da proposta e buscar alternativas para viabilizar o investimento; ao governo do Estado, que trabalhou alinhado com a prefeitura para não deixar escapar a grande oportunidade para a Capital gaúcha; às lideranças políticas do Executivo e do Legislativo engajadas na nossa luta ao longo do tempo; e, especialmente, aos profissionais do município, dedicados a consolidar um novo horizonte para Porto Alegre.

Hoje, temos as condições técnicas e financeiras necessárias para tornar realidade o sonho porto-alegrense do Metrô. Publicaremos nesta semana a nova proposta de manifestação de interesse para o mercado apresentar os estudos de viabilidade, etapa anterior à licitação que garante transparência, sustentação técnica e otimização dos recursos públicos. Não são poucos os desafios pela frente para tirar essa grande obra do papel, mas o projeto está sustentado no comprometimento em fazer uma cidade melhor no presente e para o futuro. Mãos à obra, porque temos um metrô a construir.

* Artigo publicado na edição desta segunda-feira, 14, na editoria de opinião do jornal Zero Hora.

AMIGO DAS CRIANÇAS

Queria agradecer a todas as manifestações que recebi pela conquista do Prêmio Prefeito Amigo da Criança, concedido pelo Fundação Abrinq. O reconhecimento, que me honra muito,  é resultado de uma grande parceria entre a prefeitura, entidades e a sociedade porto-alegrense.

Divido esse prêmio com todos esses agentes e também com o ex-prefeito José Fogaça, que deu início a muitas das ações que resultaram nessa distinção. A premiação da Abrinq deixa muito claro que estamos no caminho certo e reforça minha convicção de que cuidar das nossas crianças é preparar a nossa Porto Alegre para o futuro.

Aproveito para dividir com vocês a charge abaixo que ganhei de presente do amigo Flávio Xavier e que ilustra bem o momento ímpar que vivemos ontem.

 

Ah, adorei o presente. Quem quiser mandar mais, prometo publicar aqui.  Tenho certeza que tratando as questões com humor e alegria , viveremos numa Porto Alegre mais feliz.

PRÊMIO PREFEITO AMIGO DA CRIANÇA

Estou em Brasília para receber o Prêmio Prefeito Amigo da Criança em reconhecimento pelo trabalho realizado com crianças em situação de vulnerabilidade.

Dos 5.500 municípios, 1.556 se inscreveram e 182 vão ser premiados. Porto Alegre recebe o prêmio na categoria Reconhecimento Pleno pela articulação entre órgãos municipais, sociedade e demais esferas de Governo. É um trabalho conjunto que tem apresentado excelentes resultados.

Temos que avançar mais e o Prêmio vai servir de estímulo a todos os parceiros. Nossa Capital recebeu vários prêmios nos últimos 2 anos mas este foi o que mais me deixou feliz e emocionado.

METRÔ DE PORTO ALEGRE OFICIALMENTE CONFIRMADO NO PAC

O metrô de Porto Alegre foi oficialmente confirmado no PAC Mobilidade Grandes Cidades na manhã desta terça-feira, 24, em evento no Palácio do Planalto, do qual participou o prefeito José Fortunati. “Este ato estava sendo muito aguardado pela cidade. Trata-se de um marco formal e jurídico fundamental para o processo de implantação desta obra que ajudará a transformar o transporte público de Porto Alegre”, afirmou Fortunati. A partir da assinatura da portaria, a Prefeitura poderá instalar o escritório do metrô, que coordenará de modo integrado as ações do projeto, concluir os estudos de demanda e avançar nos projetos de engenharia.

“Este é um PAC de sustentabilidade urbana e cuida de um dos principais problemas das grandes cidades: o transporte de massa”, enfatizou a presidente Dilma Roussef, destacando que o programa é um exemplo de união de esforços entre os mais diversos parceiros, buscando superar os desafios das cidades, estados e do país. Além de Porto Alegre, outras 21 cidades brasileiras com mais de 700 mil habitantes foram beneficiadas com verbas do PAC para realização de obras estruturantes. Para o metrô da capital gaúcha foi destinado R$ 1 bilhão. [Leia mais]

Foto: Eraldo Peres Photo Agência/Divulgação PMPA

Próxima Página »

Blog do Fortunati is using WP-Gravatar