DESCULPEM, ESTAMOS EM OBRAS

Porto Alegre vive um momento especial, com a execução de um conjunto de obras e intervenções que vão mudar a cara da cidade e garantir benefícios para todos. Começam a sair do papel os projetos do viaduto da Terceira Perimetral sobre a avenida Bento Gonçalves, a passagem de nível na rua Anita Garibaldi, a elevada junto a Estação Rodoviária, a duplicação da avenida Voluntários da Pátria. Já estão adiantadas as obras de duplicação das avenidas Beira Rio e Tronco e as intervenções nos corredores das avenidas Protásio Alves/Oswaldo Aranha e da Bento Gonçalves/João Pessoa para a implantação do sistema de ônibus rápido, o BRT, um avanço significativo em termos de transporte publico para a Capital de todos os gaúchos.

São obras decorrentes dos compromissos assumidos pela cidade para sediar uma das chaves da Copa 2014 e que ficarão como legado do grande evento esportivo, ampliando seus benefícios para as próximas gerações. São também resultados de muitas articulações com outras instâncias de poder, especialmente o governo federal, e do fazer a lição de casa, mantendo saudável as finanças municipais, o que permitiu, como nunca, a atração de recursos para investimentos na infraestrutura da cidade.

Com recursos próprios e financiamentos, por exemplo, investimos mais de R$ 230 milhões em 19 obras de drenagem urbana, iniciadas em 2012 em vários pontos da cidade. Para manutenção e conservação do sistema pluvial foram aplicados mais R$ 15 milhões. Com isso, buscamos minimizar a incidência de alagamentos, ainda mais agora que os temporais tem nos castigado em proporções desmedidas. Os resultados podem ser ainda mais efetivos se conseguirmos vencer a batalha contra os focos de lixo, que alimentam a equação “mais focos de lixo nas ruas = mais alagamentos.”

Acrescente-se, ao planejado ou em execução, o início das obras do Metrô, o projeto Orla do Guaíba associado ao de revitalização do Cais Mauá, a conclusão do Programa Integrado Socioambiental (Pisa), a expansão da rede de ciclovias, os investimentos na rede pública de saúde e na qualificação da educação, expressões de uma cidade que se desenvolve sem perder o foco de que todas as ações devem facilitar o cotidiano das pessoas e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. Esse conceito vamos repetir e praticar à exaustão.

Temos consciência de que todas as melhorias em andamento e outras tantas planejadas vêm acompanhadas de transtornos para a população, especialmente quanto ao trânsito de veículos. Entretanto, dialogando de forma permanente com as comunidades afetadas e buscando potencializar as informações que esclareçam as mudanças e as alternativas oferecidas, acreditamos que conseguimos minimizar os eventuais problemas. Entendemos que o porto-alegrense, sempre receptivo às iniciativas que representem avanços para a cidade, já assimilou a ideia de que o transtorno é provisório enquanto o beneficio é permanente.

* Artigo publicado na edição desta sexta-feira do jornal Zero Hora.

Foto: Francielle Caetano/PMPA

Site da FIFA repercute início das obras do sistema BRT

A FIFA noticiou em seu site especial para a Copa do Mundo de 2014 o início das obras para a implantação dos sistemas de BRTs na Capital gaúcha. Segue abaixo, o texto publicado na página da entidade por meio do Comitê Organizador Local.

Porto Alegre inicia obras do sistema BRT

Começaram nesta segunda-feira (12/3) em Porto Alegre as obras necessárias para a implantação do sistema BRT (Bus Rapid Transit), que irá tornar mais rápido e seguro o transporte público da cidade. A medida faz parte do pacote de intervenções de mobilidade urbana visando a Copa do Mundo da FIFA, e representa um dos principais legados do evento na capital gaúcha.

A ordem de início da primeira etapa das obras foi assinada pelo prefeito da capital gaúcha, José Fortunati. “A Copa do Mundo da FIFA já está acontecendo em Porto Alegre. Projetos como o BRT irão representar uma transformação na rede de transporte coletivo da nossa cidade”, afirmou Fortunati.

A cerimônia ocorreu na Avenida Protásio Alves, uma das vias com intensa circulação de linhas de ônibus que irão receber o BRT. As avenidas Bento Gonçalves e João Pessoa também serão integradas ao novo sistema. Os veículos propostos são de grande capacidade e baixas emissões. Pelo projeto, os usuários terão informações de tráfego em tempo real. Haverá ainda sinal de trânsito prioritário nos cruzamentos e livre transferência de passageiros entre as linhas de ônibus.

As estações previstas serão fechadas e climatizadas, e seguem conceitos de sustentabilidade. O sistema de ar condicionado funciona através de ventilação natural e forçada. Estes mecanismos serão alterados conforme as condições climáticas, umidade e temperatura do ar, controlados por um sistema automatizado. A energia será gerada por painéis que compõem a cobertura das estações.

O nome do sistema BRT de Porto Alegre será escolhido por voto popular.

Fonte: FIFA.com

Blog do Fortunati is using WP-Gravatar