TARIFA DE ÔNIBUS, ZH E BLOCO DE LUTAS

Depois de 15 meses de intensos debates sobre a “Planilha de Cálculo da Tarifa do Transporte Coletivo” realizados pelos Auditores e Conselheiros do TCE, pelo Ministério Público de Contas, pelo Poder Judiciário e pelos técnicos da EPTC, tivemos uma decisão tomada por UNANIMIDADE pelo Tribunal de Contas sobre os itens a serem calculados na tarifa dos ônibus.

Sem dúvida alguma, a partir deste debate público, onde a imprensa participou de forma ativa, contamos com uma das planilhas mais transparentes do país. Ela está devidamente divulgada no site da Prefeitura para consulta pública.
De acordo com a Lei 8.023/97 que impõe o “reajuste da tarifa dos ônibus sempre que ocorrer o Dissídio Coletivo dos Rodoviários” os técnicos da EPTC calcularam a nova tarifa de ônibus de Porto Alegre. A nova planilha e o novo cálculo da passagem foram submetidos a apreciação do COMTU – Conselho Municipal de Transporte Urbano durante 7 dias.

A despesa com pessoal (salário dos rodoviários, vale-alimentação e plano de saúde) tem um impacto de 47% sobre o preço atual da passagem. Ou seja, quase a metade do preço da passagem é utilizada para o pagamento dos rodoviários de POA que tem o segundo maior salário da categoria em todo o país. Do ponto de vista percentual a despesa com pessoal impactou 8,02% no preço da passagem.

Além disso, o aumento dos combustíveis (óleo diesel + lubrificantes) impactou quase 7% no valor. Sem esquecer que a planilha contempla mais de 25 itens na sua composição.
No cálculo final enquanto a tarifa teve um reajuste de 5,66%, a inflação do período foi de 5,91%. Ou seja, o reajuste da tarifa foi inferior à inflação do mesmo período calculado.
Certamente, qualquer gestor público gostaria de não conceder reajustes dos serviços prestados. Mas, infelizmente a inflação continua acontecendo e não reajustar o sistema de transporte coletivo significa simplesmente apostar no seu sucateamento, o que aconteceu em cidades importantes como Brasília, por exemplo.

LICITAÇÃO E TARIFA

A Zero Hora – ZH e o Bloco de Lutas tem se debatido sobre o tema com a mesma intensidade. No ano passado eles defenderam em conjunto o “Passe Livre” como a grande solução para as mobilizações populares. Nenhum e nem outro apresentaram qualquer dado técnico que demonstrasse quem pagaria a conta. Ficou latente o viés populista da proposta.
Neste ano, ZH e o Bloco de Lutas se unem para afirmar que o reajuste da tarifa só deveria acontecer depois da licitação do transporte coletivo. Neste ponto, tenho a convicção de que tanto a ZH como o Bloco de Lutas baseiam as suas crenças na vontade política de fazer média com o usuário do transporte coletivo. Depois de 242 anos de vida, pela primeira vez, um prefeito encaminha o processo de licitação do transporte coletivo da cidade. E estou fazendo isso da forma mais transparente e democrática possível.

Realizamos plenárias em todas as 17 Regiões do Orçamento Participativo sobre o tema. Tentamos realizar uma Audiência Pública no Ginásio Tesourinha quando o Bloco de Lutas impediu com a violência e depredação do Ginásio que o debate prosseguisse causando danos físicos às pessoas, sendo que o líder comunitário conhecido como “Paulista” teve que ser atendido no HPS e realizar uma sutura com 3 pontos na cabeça.

O Bloco de Lutas não deseja que a licitação aconteça. Eles defendem simplesmente a estatização completa do transporte coletivo. Mais uma vez sem apresentar qualquer dado técnico que respalde a proposta.
O que me causa espanto é que tanto a ZH como o Bloco de Lutas fazem do reajuste da tarifa de ônibus uma luta sem tréguas mesmo que ela esteja sendo reajustada abaixo da inflação e realizada de acordo com uma planilha absolutamente transparente.

Tarifas que extrapolam o bom senso e que abatem o bolso do brasileiro como as altas taxas de juros cobradas pelo sistema bancário não são questionadas. A tarifa absurda cobrada pelas companhias telefônicas que auferem os maiores lucros no Brasil entre todos os países não é questionada. A intensa elevação dos preços dos bens de primeira necessidade, especialmente dos alimentos, não merecem a repulsa deles.

De ZH, até compreendo o comportamento, pois entre os grandes anunciantes estão os maiores bancos do país, as principais companhias telefônicas e as grandes redes de supermercado. Mas em relação aos militantes do Bloco de Lutas quais os reais interesses em não questionar estes itens?

COMPROMISSOS COM O FUTURO*

O nascer de um novo ano é um tempo de reflexões, de revisões e de assumir compromissos futuros. No caso do gestor público, as reflexões são importantes para avaliarmos se os nossos caminhos e os objetivos que perseguimos atendem aos interesses da sociedade. A prestação de contas do que fizemos nos remete à revisão do que precisa mudar para oferecer mais e melhor a todos os porto-alegrenses.

Temos consciência de que a gestão que se encerra produziu grandes avanços para a cidade. Tanto é assim que teve o referendo inconteste da população nas urnas, com uma vitória em primeiro turno no pleito de 2012, além dos reconhecimentos recebidos de instituições nacionais e internacionais, que nos orgulham e nos estimulam mais ainda. Vale recordar o Prêmio Prefeito Amigo da Criança, o Conceito A em Gestão Fiscal da Federação das Indústrias do RJ, a escolha de Porto Alegre como Cidade Inteligente pela IBM e tantos outros que expressam os esforços por nós empreendidos para melhorar a vida das pessoas.

Esse foi também um período de semeadura, com o começo da execução ou o planejamento final de importantes obras e a implantação de novos serviços. Vem agora um tempo de colheita. Junto com o vice-prefeito, Sebastião Melo, a equipe de secretários e auxiliares diretos e mais o comprometimento do quadro funcional, abriremos portas para novas mudanças, alavancando Porto Alegre a um novo patamar, onde o governo coopera e dialoga com a cidade.

O cenário de futuro promissor se constrói com grandes intervenções urbanas, como o Metrô, o sistema de ônibus rápidos (BRTs), o projeto Orla associado ao do Cais Mauá, as melhorias no saneamento, as obras viárias para facilitar a mobilidade e a expansão das ciclovias. Tudo isso irá marcar as nossas vidas, a dos nossos filhos e a da nossa cidade por muito tempo.

Olhar para o futuro é, principalmente, garantir prioridade para o atendimento em saúde, qualificar ainda mais a educação, ampliar a atenção à criança e ao adolescente, dar tranquilidade às mães trabalhadoras, oferecer mais oportunidade de trabalho para os jovens, promover parcerias pela segurança urbana, fomentar iniciativas que gerem emprego e renda, buscar a excelência na prestação dos serviços municipais, ou seja, investir na melhoria da qualidade de vida da população, o grande desafio posto aos administradores públicos. Esses são o nosso desafio e os nossos compromissos para os próximos quatro anos.

Trabalharemos para que a esperança dos porto-alegrenses em uma vida melhor não seja uma palavra perdida ao vento, para que a esperança dos que mais precisam se materialize em oportunidade de uma vida melhor. Ninguém nos tira a certeza de um futuro melhor. Já demos muitos passos e vamos dar muito mais.

Com isso, desejo a todos um abençoado 2013.

 

* Artigo publicado na edição desta segunda-feira do jornal Zero Hora.

APÓS UM 2012 DE CONQUISTAS, QUE VENHA 2013 E SEUS DESAFIOS!

CAMINHADAS COM LIDERANÇAS COMUNITÁRIAS MARCAM DIA DE FORTUNATI

Duas grandes caminhadas nos bairros Sarandi e São João, na Zona Norte da cidade, foram os destaques neste sábado, 21, da campanha do candidato à reeleição pela coligação Por Amor a Porto Alegre, José Fortunati. Acompanhado de lideranças comunitárias, dezenas de candidatos e militantes dos nove partidos da coligação, Fortunati e o candidato a vice, Sebastião Melo, começaram a agenda caminhando pelas ruas das vilas Respeito, Parque Sarandi, Nova Brasília, entre outros locais, cumprimentando os moradores, dialogando com eles e mostrando a busca de soluções para que a cidade melhore ainda mais no futuro.

De casa em casa, Fortunati entregou material de campanha, ouviu pedidos e recebeu manifestações de apoio a sua candidatura. Após duas horas e meia de caminhada ele encerrou o primeiro compromisso com um almoço com lideranças locais na sede do Esporte Clube Ouro Verde, tradicional clube de futebol amador do bairro. Ao agradecer a possibilidade que teve de falar diretamente com os moradores da região, Fortunati disse: “Tive o prazer de ser acompanhado hoje por essa militância fantástica, mostrando o que estamos fazendo. Queremos continuar trabalhando por Porto Alegre, especialmente por comunidades como essas, que se organizam, se mobilizam e participam ativamente”. Após o almoço, visitou o Campo do Paim, do Clube Barcelona, outra equipe de esporte amador do bairro

Na segunda ação do dia, Fortunati e Melo realizarem outra caminhada, percorrendo a avenida Assis Brasil. Por mais de uma hora e meia visitaram estabelecimentos comerciais, conversaram com funcionários, lojistas e clientes, destacando as propostas da coligação, e ganharam novas manifestações de apoio.

AGENDA – Domingo – 22/07

10h30 – Adesivaço no Largo Zumbi dos Palmares

14h00 – Reunião com a torcida Camisa 12, do Internacional, av. Padre Cacique, 924 – sala 2;

16h00 – Inauguração do comitê do candidato Márcio da Carris (PMDB), rua Homem de Mello, 320 – Partenon

ENTRA NO AR A #REDEFORTUNATI

Foi lançado nesta sexta-feira, 20, exatamente às 18h20min, em lan house na rua João Alfredo, 317 (Cidade Baixa), o site oficial da campanha de José Fortunati (PDT), a Rede Fortunati www.redefortunati.com A ativação do site foi feita pelo candidato, acompanhado da presidente da Juventude Socialista do PDT, Natashe Inhaquite, precedida de uma caminhada de Fortunati e seu vice, Sebastião Melo, pelas ruas do bairro. Os candidatos interagiram com moradores, comerciantes e pessoas que passavem pelo local, sempre acompanhados de setores da juventude da coligação.
Em relação ao site, Fortunati disse que ficou satisfeito com a qualidade e as formas imediatas de interatividade, possibilitando dialogar com os internautas e mostrar as propostas para melhorar a cidade nos próximos quatro anos. O site permite também um compartilhamento de fotos, videos e textos que estão disponíveis nessa ferramenta. “Esse passa a ser um instrumento fundamental de contato direto com simpatizantes, militantes e pessoas que buscam informações da campanha, fazendo que a relação com o cidadão, seja ele de qualquer idade e pensamento, possa se dar em tempo real de forma absolutamente transparente”, afirmou Fortunati.

Com a coordenação do setor de web e midias sociais da coligação, a página da candidatura é uma plataforma multimídia que reúne vários canais de comunicação online, bem como ferramentas que vão permitir ao eleitor acompanhar e interagir em tempo real com as diversas atividades da campanha. Desta forma, os internautas terão acesso à agenda do candidato e as ações da campanha pelas ruas da cidade. No site, também será possível acompanhar notícias e acessar as redes sociais da campanha. Um dos destaques da página será o #Canal12, uma Web TV criada para acompanhar o dia-a-dia da campanha, dotada de reportagens, bastidores e transmissões especiais ao vivo, por streaming.

Foto: Jefferson Bernardes

 

Próxima Página »

Blog do Fortunati is using WP-Gravatar