DEMOCRACIA PARTICIPATIVA PULSA EM PORTO ALEGRE

Hoje encerramos as rodadas do Orçamento Participativo, rodadas 2013 para o Orçamento de 2014. As Plenárias iniciaram no último dia 15 de julho.

Foi um mês de intenso debates com as comunidades, refletindo e decidindo de que forma os recursos financeiros da Prefeitura devam ser investidos.

O OP completa 24 anos de existência na Capital dos Gaúchos. É a Democracia Participativa pulsando forte em nossa cidade. As decisões sobre investimentos na área da saúde, educação, assistência social, pavimentação, macrodrenagem, habitação popular, etc. passam obrigatoriamente pela decisão dessa ferramenta que tanto nos orgulha.
O OP funciona durante o ano todo com a participação dos Conselheiros e Delegados eleitos pelas comunidades ao longo de plenárias. São reuniões sistemáticas, semanais e extraordinárias entre os eleitos e o Governo para dar encaminhamento às decisões da comunidade.Desde 15 de julho, durante noites frias e sábados à tarde, as comunidades se mobilizaram para decidir a melhor forma de investir os recursos públicos. Uma verdadeira aula de cidadania com muita reflexão, debate, tensionamentos e decisões definitivas.Importante ressaltar que Conselheiros e Delegados eleitos desempenham atividades como voluntários, sem qualquer remuneração. São os “heróis” da vida comunitária e da democracia participtiva.

Foto: Ricardo Stricher/PMPA

FÓRUM SOCIAL TEMÁTICO 2012

Fiquem ligados! As inscrições para o Fórum Social Temático encerram amanhã. O grande evento vai acontecer de 24 a 29 de janeiro em Porto Alegre, São Leopoldo, Novo Hamburgo e Canoas. E é preparatório à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável Rio+20, que levará mais de 100 chefes de Estado ao Rio de Janeiro em junho.

MEU AMIGO PLAUTO

Hoje fiz uma visita que valeu meu dia. Estive na casa do meu querido amigo Plauto Cruz, um dos maiores instrumentistas da música popular brasileira, que amanhã completa 82 anos.

Podem ter certeza de que foi um momento de muita alegria e emoção, quando ele me abraçou carinhosamente e me chamou de Zezinho, que é como ele me trata normalmente.

Para quem não sabe, nos conhecemos de longa data. Já se vão mais de quatro décadas de quando nos encontramos pela primeira vez. Na época eu presidia o Sindicato dos Bancários. De lá para cá, mantemos uma fraterna amizade.

Depois de ter noticiado a morte dele em meu Twitter, naquela verdadeira “barrigada”, foi muito bom tê-lo encontrado ativo, falante e contente, apenas se recuperando de uma recente pneumonia. Foi um momento de muita emoção, em que relembramos momentos em que estivemos juntos. A maioria deles, quando Plauto encantava platéias ao som de sua flauta mágica.

Para que não conhece, recomendo. Uma rápida busca na Internet pode render momentos inesquecíveis desse verdadeiro gênio da música, como sua versão do clássico Brasileirinho ou, ainda. suas performances brilhantes em parcerias com grandes nomes do cenário nacional como Lupicínio Rodrigues, Túlio Piva, Kleiton e Kledir, Nelson Gonçalves, entre tantos outros.

Enfim, reforço aqui minhas desculpas e reitero minha admiração e carinho por esse homem, talentoso, admirável e doce, que tenho muito orgulho de chamar de meu amigo.

Foto: Ivo Gonçalves/PMPA

Blog do Fortunati is using WP-Gravatar